Pesquisar

Categorias

Arquivos

Favoritos

Amor e Consciência

,

Amor e Consciência

,,

Pedro Tornaghi

.

.

.

Todas as linhas de aprimoramento espiritual convergem, ao menos teoricamente, para um ponto: a busca de consciência. Se derramarmos amor sobre essa busca, teremos mais fôlego para concretizar o longo caminho, durante o qual tantas dispersões e sabotagens acontecem, desviando muitos que sinceramente desejam a realização pessoal. A importância do amor é nuclear para evoluirmos em qualquer direção que signifique crescimento.

No entanto, o que fazer se não fomos educados para amar como poderíamos – e até deveríamos? Como desfazer os tirânicos nós de hábitos repetitivos e medos compulsivos que nos inibem e paralisam? Como descongelar corações empedernidos por maus tratos e falta de uso? Como inverter o rumo de desacertos e descaminhos continuados? Será que ainda podemos almejar o luxo do amor pleno?

A resposta é: sim. Podemos. Enquanto estivermos vivos, carregaremos essa capacidade conosco. Enquanto respirarmos e o coração bater, ele será capaz de ressoar o ritmo do amor. E, quando você começar a ressoar amor, se surpreenderá de ver como o amor ressoará em torno de você, como uma onda. Quando a melodia do amor sair de você, todas as suas funções vitais serão afetadas por ondas harmonizadoras, e o universo se predisporá a acatá-lo, a cura já terá começado.

A mudança, porém, não é instantânea, desfazer um hábito restritivo requer alguma paciência, uma teimosa persistência e a espera do tempo necessário para que as sementes que você começa a plantar, aprofundem raízes, busquem seu lugar ao sol para, enfim, florescer. A natureza não dá saltos e, nossa trilha em direção ao amor, começa pelo amor à nossa própria natureza, à nossa condição humana e animal. Sem respeitarmos nossa natureza, como conhecer o amor?

Então, surge a pergunta inevitável: enquanto ainda preso ao longo inverno da alma que o exílio de um ambiente amoroso lhe impingiu, enquanto essa primavera não vem, como lidar com as velhas mágoas, ressentimentos, sentimentos de rejeição, traumas e sentimentos “contra-mão” em geral? No primeiro momento alguma terapia é útil – ou necessária – para predispor o coração à sua função original de tornar a vida feliz e realizada. E, podemos começar por mudar nossos padrões de respiração.

Toda emoção se reflete diretamente na respiração. Da mesma maneira, toda mudança na respiração modifica imediatamente o estado emocional. Mais que isso. Algumas técnicas de respiração são capazes de limpar resíduos de experiências emocionais mal vividas, mal resolvidas e mal elaboradas, nos deixando disponíveis e animados para um novo momento emocional. A respiração, por seu peculiar poder de conexão, tem o potencial de nos afinar conosco mesmos e abrir o caminho para o aumento de nossa vitalidade e auto-estima.

Mas nem todo o trabalho precisa – ou pode – ser feito pela respiração, para complementar a “terapia de restauração” da saúde emocional, podemos contar também com meditações que envolvem o chakra do coração. Aliadas às respirações, elas nos levam a transcender, de forma definitiva, obstáculos emocionais internos e criam um ambiente propício para o florescer da auto-estima, da confiança e de uma atitude amorosa frente à vida.

Muitos de nós passamos a vida pensando que a felicidade emocional virá quando acharmos uma certa pessoa, aquela que “nos foi prometida desde o início dos tempos”, que nos amará, nos fará felizes, nos curará e protegerá de todos os males passados, presentes e futuros. É desnecessário e inútil colocar a responsabilidade de nossa saúde emocional em um futuro providencial. Podemos mudar nossa condição, nós mesmos. E podemos começar já.

Se mudarmos o estado de nosso chakra do coração, descobriremos a principal lei da felicidade amorosa: que “um coração amoroso sempre encontra outro coração amoroso”. E, felizes, descobriremos que cabe a nós a escolha, esperar que a felicidade venha de fora ou investir na direção dela. Se escolhermos o primeiro caminho, é melhor separar de antemão alguma energia para reclamar da vida por não providenciar o que desejamos. Se escolhermos o segundo, vale separar algum tempo para aproveitar a colheita do que semeamos.

Para os que escolhem a segunda opção, é possível lançar mão das técnicas de meditação e respiração sufis, restauradoras da saúde emocional pela via da realização espiritual. É possível lançar mão delas, a qualquer momento em que a decisão aconteça, uma vez que são acessíveis a quem ainda engatinha no caminho da espiritualidade. De maneira geral, são técnicas estimulantes, que transformam em uma inocente brincadeira o ritual de limpar, desintoxicar e harmonizar o chakra do coração, tornando-nos, desde o primeiro momento e progressivamente, cada vez mais, alegres, amorosos e conscientes.

A maneira despojada com que elas nos ajudam a operar uma revolução interna, transformando a insegurança em confiança, o medo em amor, a escuridão em luz, tornam o caminho de auto-descoberta mais prazeroso que custoso. Gerando auto-estima e amor próprio, elas nos provêm do estímulo e ânimo necessário para que persistamos no trabalho de auto-consciência ao mesmo tempo em que a relação com o mundo em volta revela possibilidades mais agradáveis. As meditações sufis contemporâneas nos humanizam, no melhor sentido da palavra, propiciando condições para que mudemos partes de nossa personalidade que são inadequadas ao desenvolvimento pessoal e descubramos aos poucos, uma crescente sensação de conforto interno. Uma vez tendo as técnicas à mão, só depende de quem as pratica escolher o tom de humor e lucidez com que lidar com essa experiência – fabulosa ou terrível, apreciada ou temida – que chamamos de vida. Experimente, dê uma chance a elas. Ou a você.

.

Participe do Curso:

Anahata Yoga – AS Meditações do Chakra do Coração

Veja o programa em: http://pedrotornaghi.com.br/blogger/?page_id=88

.
Leia também:

Chakra do Coração: http://pedrotornaghi.com.br/blogger/?page_id=294

O Jardim Interno Intocado: http://pedrotornaghi.com.br/blogger/?page_id=1602

A Poesia Espiritual e Amorosa de Rumi: http://pedrotornaghi.com.br/blogger/?page_id=595 

Share

40 Responses to Amor e Consciência

  • Renatita:

    Pedro,
    saudade imensa!
    E o coração mais quentinho e corajoso com as suas palavras.

  • Marli:

    Pedro, amei o texto. Apesar de não ter conhecimento sobre meditações. Estou vivendo hoje emoções que nunca imaginei poder sentir, através da dança. Fiquei arrasada ao perder o meu esposo e achei que minha vida nunca mais teria sentido. Vi a mim e minha filha, a cada dia mais e mais, entrando em depressão. Fiz algumas consultas com uma psicóloga que me orientava procurar algo que gostasse. Sempre amei a dança, mas sempre como espectadora, nunca me imaginei dançando coisa alguma (não tenho molejo algum). Minha filha sempre amou!!!! Aceitei o convite de uma amiga para assistir a uma aula de dança de salão. Pensei que seria bom pra minha filha e hoje estamos aprendendo e isso me traz muito prazer. Ainda tenho meus momentos de saudade, mas estou feliz vendo minha filha aos poucos se recuperando. Vai ser muito bom estar com você no face. Um abraço carinhoso.

  • Claudio:

    Concordo em genero, numero e grau !

  • Nellen Maria Bianchi:

    grata,gostei muito

  • Renatatinha:

    QUE VOCÊ TENHA SEMPRE EM SUA META: O AMOR.

  • Regina Maria Barbosa de Carvlho Goerlich:

    Pedro,
    Obrigada pela matéria enviada por você de boas vindas a mim abrindo as portas do seu coração esclarecido e exposto aqui no seu blog como luz guia, pois necessito de bons mestres, como principiante que sou na prática de pranayanas – literalmente uma estrada iniciática de “meia volta” rumo ao âmago do ser – e que, no meu caso, ocorreu de forma incontinente, fabulosa e terrível com o suicídio de minha filha de 30 anos na época,… momento esse lapidal e vivificante em que me tornei consciente do ‘meu sopro’ e vivi o imediato retorno ao centro de mim mesma reconhecendo ‘mea culpa irresponsável como receptáculo do sopro de uma nova vida’ por não saber ama-la incondicionalmente – ‘falha nossa’, membro de ambiente opressivo familiar por gerações …
    Esse ‘reconhecer a mim mesma desnuda/impotente diante das trevas morte de minha única filha,me devolveu a luz no momento de trevas e maiores medos e foi assim, encarando no espelho esse duplo estado de vida e morte, que fui forçada a optar, tomar posse de mim, e aprendi a valorizar a escola maravilhosa da vida e mudei meu padrão de respiração, quero dizer, passei a viver mais consciente de minha humanidade falha mas também do divino em mim agora ouvindo meu coração, não mais me deixando ‘distrair’, encontrando prática do ioga (sou iniciante) e na meditação a força motora, física, mental e suporte – minha âncora e minhas asas – pois sem essas eu não teria conseguido manter minha cabeça fora d’água e adquirido o pouco de lucidez que agora procuro cultivar ”cuidando”.
    PS – estranhamente, após o ”fechamento lapidal” de expectativas de aberturas futuras para minha filha, uma porta se abriu em mim para mestres e guias de vida, minha professora de ioga (carinhosamente chamada por nós de tia Mari por sua prática ser pura Santocha e ser o nome do Espaço dela) e livros ou até mesmo anônimos que possam passar e ou entrar me instruindo.
    Namastê!

  • Juliete Ivone S. Rocha.:

    Obrigada por me aceitar . O texto é maravilhoso ! A cada dia que passa, acredito firmemente que a meditação é um ponto de equilíbrio em minha vida . Fique com Luz e Energia do chacra do coração. Um bom dia para você.

  • Maria das graças calheiros:

    Obrigada por me trazer mais conhecimentos. Isso enriquece o pouco que sei.

  • Margarita Gita Mouriño:

    Muito interessante seu artigo, Pedro, e concordo em algumas coisas, porém, acho que o Amor começa quando praticado consigo mesmo (somente conseguirei amar outro se primeiro me amo a mim mesma), ou estarei responsabilizando o outro pela minha felicidade (como uma criança dependente da mãe). Então, o Amor a dois só é verdadeiro se reune duas pessoas inteiras (nada de meias laranjas) que se respeitem mutuamente em sua alteridade. Gostei também das técnicas de respiração e, acrescento, antes de trabalhar a abertura do chacra do coração, parece-me necessário trabalhar auto-estima, ancoramento, tudo referente aos chacras inferiores…muito obrigada e um grande abraço

  • Nossa! estou até arrepiada, pois tocou no meu ponto fraco. Não sei respirar direito, porém estou tentando. Muito obrigada. Shirley.

  • Ana Guimarães:

    Obrigada Pedro, adorei e como tal escrevo umas simples palavras para descrever o Amor, pois sem ele não evoluímos, ficamos presos no fundo do poço…
    AMOR
    Grande como o Everest, vulcânico como o Vesúvio, suave como o pôr do sol, delicado como o orvalho, sublime como a divindade: o amor.
    Quatro letras pequeninas, mas do tamanho do mundo.
    Amor, a religião numa palavra.
    Amor, a razão de ser da vida.
    Amor, essência da criatura humana.
    Amor, sinonimo de felicidade.
    Se não tiverem amor no coração, procurem-no onde quer que ele esteja, sob pena de descerem à categoria do reino mineral. Procurem-no no céu, nas flores, no poente, no luar, na prece, em outro coração, na fonte cristalina, na criança, na mãe, na juventude.
    Procurem-no sem cessar.
    Sei que não é facil, ainda luto muito… mas vivam a vida, sintam a vida, respirem a vida, com amor, pelo amor, por amor…
    Abraço com carinho.
    Ana

  • Dause Jeronimo Fortes da Rocha:

    Pedro, este seu texto vem num momento em que eu estou aprendendo a usar a energia (Chi). Faço Tai Chi Chuan com exercicíos de Chi kung. E nesses exercícios aprendemos a alinhar os chacras, principalmente o do coração.
    Como sempre adorei as suas palavras, seus textos…
    Obrigado.
    Bjs e abraços virginiano e amigo

  • rosania melo:

    Mestre Pedro. Me ensine, por favor, a usar o meu chacra do coração?
    Estou passando por uma fase muito difícil. A minha autoestima tem andado muito baixa!

  • wilma brito:

    Pedro, acho que quando conheci voce através das mensagens, sabia que logo de imediato acharia o meu caminho, portanto doravante sempre lembrarei deste lindo texto, o terei em minha cabeceira como um livro. Muito obrigada, Wilma Brito

  • admin:

    Olá Rosânia,

    Você pode começar a trabalhar com o chakra do coração já, através da “Meditação Amazônica”, que vai diretamente ao ponto da autoestima. Depois de 2 ou 3 meses fazendo regularmente a meditação Amazônica, você pode passar para a “Meditação da Rosa”. As duas juntas podem ser grandes aliadas suas em um processo de transformação – para melhor – do chakra. Você encontra ambas no link abaixo. Um grande abraço

    http://pedrotornaghi.com.br/blogger/?page_id=25

  • Ana Maria:

    Olá Pedro, belo texto, adorei a leitura do mesmo, me ajudou bastante, estou passando por um momento de baixa estima precisando de orientações, muito grata . Deus te abençoe e ilumine cada vez mais, para que sejas o farol dos que perderam a confiança e o amor pela vida. Gostaria de aprender a trabalhar com o meu chakra do coração, Um grande abraço, Namastê

  • admin:

    Olá Ana Maria,

    Olá Ana Maria,

    Obrigado pelo carinho. Não sei muito sobre o momento que você está passando, mas venha participar das meditações sufis do chakra do coração ou do grupo de chakras se você quiser – e se dê uma chance de transformá-lo. Trabalhar o chakra do coração é mais fácil do que muitas vezes se imagina, basta conhecer as meditações e usá-las, investigar-se e permitir-se crescer e mudar, a partir delas. Vão aqui os links dos dois grupos.

    Um grande abraço,

    Meditações Sufis Contemporâneas: http://pedrotornaghi.com.br/blogger/?page_id=17
    MEDITAÇÃO ATRAVÉS DOS CHAKRAS E DA RESPIRAÇÃO: http://pedrotornaghi.com.br/blogger/?page_id=68

  • Fátima Nogueira:

    Pedro, adorei o texto mas vendo tudo isso é tão distante do meu mundo… e eu sozinha, acreditando no meu potencial mas, sozinha, não consegui caminhar o que quero e preciso e já tenho idade para saber e não sei… já passei por muitos momentos difíceis, talvez esses traumas me atrapalhem a evoluir… pena que moro em São José dos Campos – SP e não aí para poder estar com você.
    Abraços com carinho.

  • isabella:

    Pôxa ,sábias palavras sobre a evoluçao do ser humano ..!
    Adorei , Parabéns Pedro !

  • Estimado Pedro, QUE INTERESANTE TODO CUANTO HE LEÍDO,GRACIAS POR EL AFECTO QUE SE MANIFIESTA A TRAVÉS DE LA ESENCIA DE MENSAJE, DIOS SABRÁ PORQUE LLEGAS A MI VIDA EN ESTE MOMENTO, MI SALUD FÍSICA ESTÁ ATRAVESANDO UNA DURA PRUEBA, DE LAS MUCHAS QUE PASÉ EN MI VIDA, HACE 7 AÑOS FUI OPERADA DE UN CÁNCER DE URGENCIA, PERDÍ MI ÚTERO Y POR PREVENCIÓN LIMPIARON TODA LA ZONA, LUEGO LA RADIO-TERAPIA, LA BRAQUITERAPÍA, POR PREVENCIÓN ME BOMBARDEARON CON RAYOS ENTONCES TENÍA 45 AÑOS, PERO MI DESEO FUE MÁS FUERTE QUE TODA ESA GUERRA DENTRO Y FUERA MIO, DESEABA VIVIR CON TODAS MIS FUERZAS Y DIOS SE CONMOVIÓ DE REAL DESEO DE SOBREPONERME,GENEROSAMENTE ME DIÓ UNA 2º OPORTUNIDAD DE EXISTIR,DE SEGUIR ADELANTE A PESAR DE TODO Y YO SINCERAMENTE AGRADECIDA POR TODA LA “GRACIA” QUE DIOS MANIFESTÓ,TODO VENÍA BIEN DURANTE VARIOS AÑOS Y ESTOS ÚLTIMOS TIEMPOS,LOS MÉDICOS DICEN QUE POR LAS RADIACIONES DE LOS RAYOS SE LESIONARON MIS ÓRGANOS,MI VEJIGA DEJO DE RESPONDER O SE DESCONECTO DEL CEREBRO Y FUNCIONA AISLADAMENTE,USÉ, SONDAS,PERO ME PRODUJO UNA INFECCIÓN URINARIA Y AHORA TENGO UNA MEDICACIÓN ,QUE NO ME HACE MUCHO EFECTO Y PARECE ESTO NO TENER VUELTA ATRÁS, SEGÚN LOS MÉDICOS, YO NO RENUNCIO A MIS DESEOS DE SALIR ADELANTE UNA VEZ MÁS Y LOS MIEDOS ME JUEGAN UNA MALA PASADA POR MOMENTOS, NO ES FÁCIL LO MIO, PERO DESEO CON TODO MI SER PODER SALIR DE TODO ESTO, ….QUIERO VIVIR PLANA ,PEDRO POR FAVOR AYÚDEME A TOMAR FUERZAS,DIOS LO ILUMINE CON GRAN BENDICIÓN, GRACIAS POR SUS CONSEJOS Y TODA LA GRAN INFORMACIÓN, BIENVENIDO A MI PRESENTE Y MI CARIÑO POR TODA ESA LUZ ENORME QUE TRANSMITEN SUS OJOS….. UN SALUDO MUY CARIÑOSO. Y LLENO DE GRATITUD…. PATRICIA

  • Sábias palavras. Ao fazer esta leitura (meditação para mim) fui refletindo e me lembrei de uma meditação que fazia há alguns anos atrás, em momentos difíceis que passei em minha vida. Me sentia muito bem e acabava dormindo (não importava a hora). Acabei por deixá-la de lado. Hoje, necessito ajudar uma filha (com o coração de pedra) e não sei como. Todas as tentativas, até agora, foram fracassadas. É dessas pessoas que entende que só ela está com a razão. Quero agradecer-te por, mais uma vez, me ajudar com seus textos. Sou destas: “desistir nunca”. Sou persistente e continuarei a lutar por esta filha “cabeça e coração duros”. Obrigada. Um grande abraço.

  • Ana Beatriz Trovarelli:

    Pedro….
    Neste dia do Amigo,
    Lhe digo:
    “Ressoo o Amor e te ofereço
    Uma flor…
    E ele…ressoa em mim,
    Emitindo ao meu redor,
    Linda sinfonia sem fim!
    Com paciência e,
    Persistência…
    Sigo meu caminho…
    E a mudança vem,
    Como consequência!
    Transformando minha respiração
    Restauro o Chakra do Coração!
    De maneira despojada…
    Essas…técnicas amadas,
    Criam um ambiente excelente,
    E na revolução interna eminente
    Emerge uma bela combinação Consciente!

    Ana Be.

  • Viviane:

    Bom dia Pedro.
    Belo texto, embora eu tenha aprendido a sentir isso tudo de outra forma, mas que bom que Deus nos possibilita multiformes maneiras de sentir SUA presença… abraços.

  • Olga Elian Mackay:

    Obrigada Pedro!! Veio no momento certo, estou numa fase em que estou muito envolvida com as minhas filhas e netas. Isto estava me sufocando. Abraços fraternos…Olga Elian

  • Olga Elian Mackay:

    Muito bom!! Obrigada Pedro, veio numa fase em que estou envolvida com filhas e netas, e isso está me sufocando.

  • Sonia Thiago:

    Pedro,

    Bom saber que sempre é tempo!

    Abraço,
    Sonia.

  • sheina waldeck:

    Faço a meditação do chakra do coração que você me ensinou toda a semana, mas sem a sua energia acho que falta alguma coisa. Muita saudade

  • Nice Araujo:

    Amei o texto, muito obrigada!!! Vou por em pática a meditação, preciso muito mudar o prisma pelo qual estou vendo a minha vida no momento! Corro atrás do amor, mas ele está a quilômetros a minha frente! rsrsrs Os desencontros são muitos e amor mesmo que é bom, nada!!! Resta-me talvez pouco tempo de vida terrena, mas eu queria encontrar o amor, de qualquer forma, se for da vontade de Deus!!!
    Obrigada mesmo!!!! Beijos de agradecimento

  • Jussara Toledo:

    Ameiiiii, acredito plenamente na força do amor.
    Preciso demais fazer este curso de respiração que você ministra.
    Só existe um fator que ainda é impeditivo: a distância, eu moro em São José dos Campos- SP e você está no Rio de Janeiro, como fazer ?
    No aguardo,
    Beijos no seu coração

    Oi Jussara,
    Obrigado pela sintonia e carinho com o trabalho. Darei um curso em São Paulo (capital) em outubro, se não for muito longe para você, copio para você abaixo o post do curso, torcerei para que você possa ir.
    Um grande abraço,
    Pedro

    Ampliação da Consciência Através da Respiração
    curso com Pedro Tornaghi
    26 e 27 de outubro de 2013
    Local:
    UNYAUM – Instituto de Yoga e Terapias
    Rua Mourato Coelho 134 – Pinheiros
    São Paulo, São Paulo
    custo: R$ 260,00
    Informações e inscrições:
    (11) 3068-0184 (11) 7828-8170
    unyauminst@terra.com.br

  • Maurício Martucci:

    Ótimo texto, obrigado.

  • Eduardo França:

    Pedro, esse texto se encaixa com perfeição ao momento em que estou vivendo e ao que preciso para conseguir transpôr tantos obstáculos que a vida, ou eu mesmo, estamos nos impondo. Obrigado.

  • Amar é uma responsabilidade que nem todos estão prontos para assumir!!!

  • Neusa Borges:

    Este site é super. As informações contidas aqui me ajudaram bastante. Muito obrigado !

  • Roseana MendesMarques:

    Pedro obrigada pelo texto. A sua amorosidade contagia. Que em 2014 nosso planeta possa ser envolvido por esta onda do bem. Façamos a nossa parte. Um abraço.

  • Cida Teixeira:

    Adorei o texto!!!!!!! Tenho várias práticas que me ajudam a manter meu equilíbrio, acho que faltam técnicas de meditação, vou ler mais sobre o assunto.

  • Angela Zanol Cavalcanti:

    Grata Pedro Tornaghi pelo incentivo a leitura, entendimento e aprendizado que nos colocam sempre a disposição seus textos bem elaborados e explicados. Todos queremos ser amados, mas isso requer dedicação. Todos queremos ser felizes e isso demanda de muito trabalho. Amor, Consciência e se me permite Responsabilidade para todo praticante que está na senda do bem com nossas funções, práticas atos e ações em relação à vida, seja ela de cunho material, espiritual, mental, emocional, e não atribuindo a terceiros nossas falhas, fraquezas, frustrações, desafetos, desamor, etc…e tal. Sempre que releio seus textos descubro algo a mais para o meu discernimento. Pois é… para ser Amado tem que Amar o AMOR… O Vento rsrs… ou o Tudo e Todos…
    Muito Axé pra ti!…

  • Marcia Carnevali:

    Eu adorei o texto porque é muito esclarecedor. Isso tudo vem de encontro ao caminho que comecei a buscar há uns 2 anos . Meu progresso tem sido lento mas firme e consciente .Com o yoga e o Kardecismo tenho aprendido a ver o amor sobre um novo prisma e, acredite, realmente a frequência mudou, eu pude comprovar resultados. Continuo em aprendizagem e exercício constante dessa forma de amar que é libertadora é encantadora pra mim.

  • soraya heinar:

    Venho observando… comungo com o processo. Gratidão.

  • Ana Lucia Simões:

    Obrigada pela amizade e pelo belo texto, verdadeiro e surpreendentemente, recomecei há dois dias a prática de meditação, sendo que chegou em ótima hora para me estimular. Gosto mt de suas postagens e me identifico com elas…Namastê

  • Nilce Martins:

    Que bom! Estava sentindo falta do seu contato. Meditação e Respiração: chaves que abrem importantes portas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>