Pesquisar

Categorias

Arquivos

Favoritos

A Trilha Libertadora da Respiração

A Trilha Libertadora da Respiração

Pedro Tornaghi

 

 

 

Todos respiramos, o tempo todo, mas nunca nos perguntamos: e o que é respirar? Talvez por ser tão essencial, esse ato nos passa despercebido o tempo todo. O tempo todo. A maioria de nós nem percebe se está respirando fluentemente ou com dificuldade. Só percebe quando a dificuldade está prestes a se transformar numa impossibilidade. Se respirar é viver, talvez, se estivéssemos mais conscientes de nossa respiração, pudéssemos estar também mais conscientes de nossas próprias vidas.

E, acho que por isso mesmo nos tornamos inconscientes; estarmos mais conscientes de nossas próprias vidas incluiria estarmos perceptivos de sofrimentos, o que seria por si só sofrer. Porém, também é verdade que, ao conhecermos o veneno, conheceríamos o antídoto. Entrar em contato com o sofrimento interno e manter a espontaneidade da respiração, nos levaria ao prazer do passo seguinte. O prazer do simples sentir, o prazer do sentir que sente; o prazer de sentir, não aquilo que fere nossos poros, mas de sentir os próprios poros. E, se o sofrimento for caminho para isso, que seja, se o preço do maná divino for caro, que o cobrem de uma vez, e que o usufruamos desde já.

Uma vez tomada essa decisão nos surpreendemos, descobrimos que passamos décadas evitando o crescimento por intuir que o crescer envolve sofrimento, mas que na verdade, o que provoca – e eterniza – o sofrimento não é crescer, mas  a própria resistência ao crescimento. Ao acender a luz, a escuridão desaparece, ao respirarmos profundamente, os mais temerosos fantasmas evaporam, ao permitirmo-nos sentir o grande sofrimento que achávamos carregar dentro de nós, vem a revelação: o sofrimento não era enorme e nem tinha vida própria, nós quem lhe conferíamos vida, força, tamanho e longevidade, ao resistir a ele. E, quem precisa disso? Quem verdadeiramente precisa disso?

Sofrer é vício? É vício necessário? Ou é estratégia equivocada do bem viver? Ou é ilusão de conforto? Por que o alimentamos diariamente como a um filho querido? Será por simples medo de que a vida aconteça?

Temos medo de nos entregar por inteiro ao crescimento, seja lá o que isso signifique; daí, vamos com metade do coração, metade da atenção, como se estivéssemos nadando com o nariz metade para fora, metade para dentro d’água. Não dá para ir longe assim, não haverá fôlego suficiente. Vamos divididos e, dividido, ninguém tem fôlego o suficiente para atravessar o grande canal. Precisamos das duas pernas para andar, e que a musculatura inteira contribua, no mesmo sentido. Mas, uma parte nossa coopera com o crescimento, outra é contra e resiste. Esse conflito interno cria, alimenta e perpetua o sofrimento. E, para evitá-lo, nos tornamos inconscientes de nós, inconscientes da vida e aí, é melhor tornar-se insensível à respiração.

No entanto, quando nos permitimos sentir de novo, progressivamente, mais e mais, a respiração, vem uma revelação: vamos abandonando a idéia de termos que sofrer para crescer. E é importante abandoná-la. Se você cooperar inteiramente com o crescimento, não haverá sofrimento. De todo. Se você estiver inteiramente entregue do movimento de crescer, você se deleitará; cada novo instante na estrada do crescimento será prazer e êxtase.

Mas, como tomar essa atitude se o desejo de tomá-la é consciente, mas o medo que a evita, se arma nos porões do inconsciente e não temos acesso a ele? É verdade, a consciência não tem acesso pleno às regiões onde os medos e as restrições ao crescimento foram plantados dentro de nós, mas isso não nos impede de desmontar esse mecanismo anti-vida. A respiração pode ser o caminho. Um caminho acessível mesmo a quem caminhou pouco ou quase nada nessa direção.

Todas as restrições que criamos ao nosso crescimento refletiram em restrições à respiração, escutando essa respiração, estaremos escutando também às restrições criadas e aos medos que as motivam. E, pasme, ao se sentir escutado, o medo vai deixando de ser medo, o medo vai se tornando sensibilidade, a chave que fechava nossas portas, passa a ser a chave que as abre.

Experimente você mesmo, torne-se você mesmo sabedor disso na prática. Abandone a ideia de que é necessário sofrer para crescer e dedique uma hora de seu dia,  apenas a sentir sua respiração, o que quer que isso signifique para você; e você verá medos e restrições se dissolvendo, você começará a sentir uma sensação de liberdade, de descanso, de vivacidade, de inteligência… você se verá crescendo em muitos aspectos de sua vida. Mas, lembre-se, nessa hora separada para esse ritual, dedique-se apenas ao sentir a respiração. Tranque-se em um quarto, sem nenhuma outra atividade, sem nada de prático ou objetivo para ser resolvido e… sinta-a… sinta-a… e sinta-a novamente, e novamente, e novamente.

Sempre que se perceber disperso, observe a dispersão e sinta como você sente a respiração durante a dispersão. Se você se pegar pensando sobre problemas que não estão no quarto neste momento, observe como você pensa e… sinta como está a respiração durante o seu pensar naquilo.

Alcançar isso já seria uma grande revolução na sua vida. Uma enorme revolução. Mas, é possível ir ainda mais além com a respiração e com o que pode ser entendido como crescimento. A respiração traz consigo muitas possibilidades e é possível explorá-las. Certas respirações específicas desenvolvem capacidades também específicas nossas, uma respiração em ritmo quaternário na parte direita de nosso pulmão por exemplo, pode estimular uma capacidade de concretização de planos, inimaginável a um ser que, até hoje, era  essencialmente um sonhador; uma respiração em ritmo trinário no lado esquerdo do pulmão pode desenvolver a criatividade em alguém que se avaliava incapaz de sê-lo.

Sentir plenamente a respiração pode ser o primeiro e o mais essencial e revolucionário passo já dado numa vida, mas, um passo, descortina caminhos e mais caminhos de exploração, vida afora, pelos terrenos da condição humana. A ciência da respiração tem em si a possibilidade libertadora e a possibilidade de nos retornar o leme, as velas e os remos de nossa nau, para que justifiquemos o direito à vida que recebemos, para que realizemos a maior viagem ao nosso alcance, a viagem pelo mar nunca d’antes navegado de nosso próprio existir.

 .

 

.

Participe do curso:

Autoconhecimento pela Respiração:

 http://pedrotornaghi.com.br/blogger/?page_id=92

Esse curso é um convite à exploração de novas dimensões de sua vida a partir de mudanças em sua respiração. Nele serão experimentadas meditações baseadas em maneiras de respirar, capazes de revelar potenciais adormecidos e enriquecer a vida com amor, saúde e harmonia.

Em vivências progressivas e inspiradas, você descobrirá como a respiração consciente e profunda leva a uma mudança na qualidade de vida em diferentes áreas, trazendo mais energia ao corpo, relaxamento à mente e uma amorosidade espontânea que torna a vida mais vibrante e agradável.

No plano espiritual, a mudança na respiração proporcionará um silêncio interno que pavimentará o caminho para a meditação profunda, abrindo espaço para sentimentos de êxtase e liberdade interior.

A cada encontro serão experimentadas novas técnicas de meditação e ritmos respiratórios que aumentam a clareza e o discernimento e dão suporte à maior aventura possível a nós, a descoberta de nós mesmos.

O curso terá a duração de quatro meses, com opções de turmas semanais ou de encontros intensivos em um final de semana por mês.

Curso Semanal:

setembro a dezembro de 2016
quartas-feiras, das 16:00 h às 17:45 h ou das 20:00 h às 21:45h.

Curso Intensivo:

Início: 17 de setembro de 2016
sábados de 14:30 às 19:3o h
domingos de 9:00h às 13:00h

Local: Academia Ananda 
Av Nossa Senhora de Copacabana 769/102 – Rio de Janeiro
Mensalidade: R$ 290,00
Informações e inscrições: (21) 2508-8608
meditarsempre@gmail.com
ou mensagem pelo site

http://pedrotornaghi.com.br/blogger/?page_id=92

Leia também:

Respirar é Viver: http://pedrotornaghi.com.br/blogger/?page_id=1497

Explore a Sua Respiração: http://pedrotornaghi.com.br/blogger/?page_id=92

Prometeu e o Alento Sagrado: http://pedrotornaghi.com.br/blogger/?page_id=534

Os Sentidos Internos: http://pedrotornaghi.com.br/blogger/?page_id=375

 .

Share

11 Responses to A Trilha Libertadora da Respiração

  • Ana Paula Desenzi:

    Respiracao e vida. Genial! Estou precisando melhorar a minha.

  • suely:

    Vou começar hoje a viver a minha respiração. Estou num momento em que estou precisando me conhecer melhor.

  • Hélio Argento:

    Obrigado pelas informações, que ajudam bastante.

  • Hélio Argento:

    Suas informações ajudam bastante. Obrigado.

  • leila Rodrigues de Souza:

    Como e bom rever e saber sobre respiração, sopro da vida.
    Grata.

  • cláudia lourenço:

    Todos respiramos, o tempo todo, mas nunca nos perguntamos: e o que é respirar? Talvez por ser tão essencial, esse ato nos passa desapercebido o tempo todo. O tempo todo. A maioria de nós nem percebe se está respirando fluentemente ou com dificuldade. Só percebe quando a dificuldade está prestes a se tornar uma impossibilidade. Se respirar é viver, talvez, se estivéssemos mais conscientes de nossa respiração, pudéssemos estar mais conscientes de nossas próprias vidas.Simplesmente lindo adorei..

  • Adorei o assunto respirar é tudo que estou precisando aprender melhor..

  • luiz(charles):

    Isso é tudo
    o grande portal de luz ..a eternidade ao nosso alcançe
    o homem que amansar seu corpo é um grande cavaleiro
    o homem que dominar a palavra é um grande guerreiro
    os olhos, os ouvidos, a voz, os passos, a mente carecem
    de disciplina…mas o que me fez mais feliz foi sua assertividade

    minha gratidão!

  • silviia martinez:

    De Ouro Preto eu e Martinha agradecemos o texto com saudades e beijinhos

  • Há muito tempo li, não sei onde, que para dor de cabeça ou mal estar no cérebro tapamos a narina direita e respiramos só pela esquerda; e se é o desconforto do restante do corpo; tapamos a narina esquerda e respiramos só com com a direita tenho feito e ensinado quando reclamam pra mim e o mal estar passa…
    abraços, se tiverem este texto por gentileza me enviem….grato a todos

  • Roberta Vieira:

    Desejo informações sobre os Cursos, Ampliação da Consciência Através da Respiração e Meditação Através dos Chakras e da Respiração.
    Aguardo contato.
    Grata.
    Roberta.

    Olá Roberta,
    Você encontra as informações sobre o curso neste link: http://pedrotornaghi.com.br/blogger/?page_id=68
    Atenciosamente,
    Helena Fischer
    Assistente do Pedro Tornaghi

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>