Pesquisar

Categorias

Arquivos

Favoritos

Os Cinco Pilares da Memória

.

Os Cinco Pilares da Memória

.

Pedro Tornaghi

.

.

.

Por volta do ano 500 a.C., na Grécia Clássica, um boxeador chamado Scopas, ao alcançar a mais importante vitória de sua carreira, contratou o poeta Simônides de Ceos para escrever um hino, em seu louvor, que registrasse a conquista e fosse apresentado na festa comemorativa desse feito. Assim aconteceu.

Apontado por alguns como o pai do iluminismo grego, Simônides não era um poeta qualquer. Platão o chamava de “homem sábio e divino” e Gotthold Lessing o intitulou como o “Voltaire grego”. Simônides, autor da frase “pintura é poesia silenciosa e poesia é pintura falante”, inspirou as teorias de Kandinsky sobre a relação entre espiritualidade e arte. O pintor russo, mais de dois milênios depois, desenvolveu a idéia do grego e, em seu livro “Do espiritual na Arte”, lançou a proposta de escutar, em um piano interno, a música de cada imagem.

Segundo conta Cícero, quando Scopas percebeu que o poema que havia encomendado tinha dois terços de sua sofisticada retórica louvando os deuses desportistas Castor e Pólux e apenas um terço para o encomendante do poema, se sentiu insultado na alma e declarou que pagaria apenas um terço da quantia combinada, pois entendia que os outros dois terços deveriam ser cobrados dos deuses elogiados pelo poeta.

No banquete desportivo onde o poema foi lido, Simônides foi chamado, no meio da noite, à entrada pelo porteiro, com o apelo de que haveriam dois jovens à porta, querendo falar-lhe com urgência. Ao sair, o poeta não encontrou ninguém lá fora, mas, nesse momento, presenciou o desabar do teto do grande salão que redundou na morte de todos os convidados. Apenas Simônides, retirado da sala a tempo, fora poupado da tragédia. Diz-se, desde então, que os deuses Castor e Pólux pagaram pessoalmente a dívida pela canção, enquanto Scopas, mesquinho e orgulhoso, foi severamente castigado.

Conta Cícero em sua “Ars Memoriae” que, mais tarde, os familiares dos convidados, querendo enterrar seus parentes falecidos, se viram incapazes de identificá-los entre tantos cadáveres mutilados e desfigurados. Nesse momento, se lembraram de acionar o poeta, o único sobrevivente do incidente e o único que poderia saber a localização dos diversos convivas no derradeiro jantar. Simônides, dono de uma memória visual invejável, foi capaz de reconstituir o lugar de cada um no festejo.

Seria a partir dessa reconstituição que Simônides criaria o seu famoso “Teatro da Memória”, uma técnica de memorização que nos permite guardar até seis mil palavras ou números em sequência, após uma única escuta.

Para a civilização ocidental, a arte da boa memória começa nesse evento. Na Índia, entretanto, essa e outras técnicas já eram conhecidas e utilizadas mil anos antes de Simônides nascer. Conheci há muitos anos um erudito indiano, Pandit Prem Ramesh, que me ensinou um pouco sobre a milenar arte da memória de seu país. Ela se ancora em cinco pilares: meditação, nutrição, respiração, técnicas de memorização e exercícios de integração entre os corpos físico, mental e emocional.

O primeiro pilar, a meditação, é na verdade o primeiro e o último. O trabalho de potencializar a memória começa e termina com a meditação. No primeiro momento, ela é importante porque regula o sistema endócrino e, principalmente, a produção do hormônio “cortisol” pelas supra-renais. O cortisol é um hormônio produzido pelo corpo, em resposta a situações de estresse. Quando liberado em doses excessivas no sangue (o que acontece na grande maioria das pessoas maiores de idade no mundo moderno) o cortisol diminui a memória de três maneiras: primeiro ele inibe a utilização de glicose pelo principal centro processador da memória, o hipocampo, e a glicose é o alimento essencial das células cerebrais. Se não houver glicose suficiente no hipocampo, o cérebro não tem como, quimicamente guardar uma memória. Em segundo lugar, o cortisol é uma substância corrosiva, que, quando em grande concentração, consome e sacrifica neurônios e suas ramificações. Ele rompe o metabolismo normal dessas células e faz com que quantidades demasiadas de cálcio as penetrem e produzam moléculas de radicais livres, que, com o tempo, podem matar bilhões de neurônios. Por último, o cortisol excessivo desorganiza a atividade de neurotransmissores. Assim, mesmo uma lembrança antiga bem guardada no neocórtex cerebral, não pode mais ser resgatada pela mente consciente porque as células cerebrais não conseguem se comunicar umas com as outras a contento. Essa é a causa de, em situações de estresse, a pessoa se sentir confusa, tonta e incapaz de se concentrar a contento. A meditação é um precioso aliado para quem deseja reequilibrar quimicamente o funcionamento do cérebro.

O segundo pilar da memória, a nutrição, é importante no processo regenerativo do que já foi destruído na pessoa. Normalmente quando a pessoa passa a não conseguir mais se lembrar de uma ou duas palavras habituais, que teimam em não vir à sua cabeça quando necessário, ela acha que está começando um processo de declínio mental. Na verdade, quando isso acontece, uma quantidade significativa de ramificações nervosas dos neurônios já estão comprometidas. Por esquecer menos de um por cento dos dados, a pessoa deduz que perdeu um por cento da capacidade do cérebro de responder a desafios, mas não é verdade; quando a pessoa perde as primeiras conexões entre células, as informações que seriam enviadas por ali, passam por outros caminhos auxiliares e a pessoa não percebe que perdeu potencial. Quando ela se dá conta, o processo degenerativo já está bem mais avançado nela. Com algumas sugestões nutricionais, que incluem vitaminas e aminoácidos adequados, a pessoa, após neutralizar a produção de cortisol, é capaz de recuperar a saúde do corpo de uma quantidade significativa células cerebrais que evoluíam na direção da deterioração.

Neste momento entra em cena a respiração. Se a alimentação devolve saúde ao corpo central da célula, através de técnicas respiratórias, é possível ativar e dinamizar as mitocôndrias, os “motores” internos das células, que produzem eletricidade e magnetismo e estimulam o nascimento de novos dendritos, a capilarização nervosa dos neurônios. Com isso, eles ganham a capacidade de estabelecer um sem número de novas conexões, ampliando imensamente a capacidade de memorizar.

Chega então a hora de colocar em prática o quarto pilar, que é constituído pelos exercícios de memorização. Pandit Ramesh me ensinou que essas técnicas eram utilizadas pelos antigos sábios indianos para memorizar os Vedas, livros sagrados daquele país, antes do surgimento da linguagem escrita. Nessa época, uns poucos sábios eram responsáveis por se tornarem uma espécie de biblioteca-viva, que atravessava gerações. É importante notar, que os vedas inteiros são muito volumosos. Não caberiam em uma sala de estar de uma casa comum. Prem Ramesh é um dos poucos guardiães milenares dessa técnica, ainda vivo em Varanasi, na Índia.

E, por fim, chegamos ao quinto pilar, onde são aplicados os exercícios de integração entre os corpos físico, mental e emocional. Essa parte é formada por um conjunto de movimentos que integra a nossa energia, ativa o sistema imunológico, e, reordena o sistema nervoso, equilibrando as funções neuro-vegetativas e criando uma base física não apenas para a memória, mas para reverter a espiral degenerativa pela idade em uma espiral regenerativa.

Esses cinco elementos juntos, não apenas desenvolvem uma memória antes impensável na pessoa, mas, promovem um processo de rejuvenescimento que se manifesta em suas camadas mais superficiais e mais profundas.

Pandit Ramesh me disse que era preciso adaptar essas técnicas para o homem brasileiro quando eu voltasse ao Brasil, para torná-las acessíveis e funcionais ao mais simples dentre os futuros adeptos que delas viessem a usufruir. Foi isso o que fiz. O resultado dessa organização do material herdado é o método “Memória e Rejuvenescimento através da Meditação”. o nome que encontrei para melhor traduzir essas práticas.

.

.

Participe do curso:

“Memória e Rejuvenescimento Celular através da Meditação”

curso presencial e online

.

Início: 10 de maio de 2017

Horários:
quartas-feiras às 16:00 hs
quartas-feiras às 19:00 hs
Duração: 2 módulos de 4 meses cada
Mensalidade: R$ 320,00

Local: Terra Mater – Rua Barão de Guaratiba 29 – Glória – Rio de Janeiro RJ
Informações e inscrições: 21 2508-8608
meditarsempre@gmail.com
ou mensagem pelo site

Veja a programação completa clicando no link:

http://pedrotornaghi.com.br/blogger/?page_id=82

.

Benefícios das Meditações associadas à Memória:

.

Para o físico:

- Minimizam o desgaste celular em todo o corpo e promovem a recuperação da camada protetora das células.

- Aumentam a vitalidade e resistência dos neurônios, deixando o cérebro forte para fazer frente ao poder destrutivo do tempo e retardar os sinais de velhice.

- Ativam e tornam alerta o sistema límbico, a parte do cérebro que administra a memória.

- Aumentam o fluxo sanguíneo cerebral, assim como a nutrição de oxigênio, glicose e hormônios, necessários à função cognitiva e ao raciocínio claro.

- Equilibram os chakras e aliviam tensões musculares.

- Dosam a produção de cortisol em níveis saudáveis e regulam o sistema endócrino, neutralizando os principais agentes de deterioração do sistema nervoso.

- Reorganizam todo o sistema neuro-vegetativo, melhorando as funções metabólicas, aliviando o estresse e prevenindo doenças degenerativas.

.

Para o mental e emocional:

- Recuperam os níveis mais altos de desempenho da função cognitiva

- Evitam a fadiga mental e interrompem o declínio intelectual associado à idade

- Ampliam a reflexão interior ao mesmo tempo em que restauram as habilidades da percepção, atenção, memória, inteligência e criatividade.

- Ajudam a conservar o bom-humor, cultivando um oásis emocional e psicológico interior.

- Tornam a pessoa mais ativa, organizada e eficiente, sabendo administrar melhor o tempo.

- Reordenam a memória, desarticulando velhos medos que inibem e sabotam o crescimento  pessoal.

- Estimulam a constante criação de ramificações neuronais, proporcionando o entendimento da complexidade do mundo e inspirando agilidade no uso de oportunidades.

- Induzem a um maior centramento, resultando em um olhar naturalmente mais amoroso para o mundo e um fluir da vida em harmonia.

- A pessoa descobre uma rica galeria de conhecimentos e sabedoria, até então inacessíveis pela precariedade da memória e potenciais cognitivos. Ela adquire como conselheiro e fiel aliado o próprio sábio interior.

.

.

.

.

Leia também:

“As Meditações da Pineal”:

http://pedrotornaghi.com.br/blogger/?page_id=1135

.

Share

36 Responses to Os Cinco Pilares da Memória

  • MARIA EMILIANA PEREIRA DA SILVA COSTA:

    Olá Pedro

    Quero participar do curso Memória e Rejuvenescimento Celular, dou preferência ao turno da noite.
    Será um imenso prazer estar de novo ouvindo e aprendendo com você.
    Até lá, Emiliana

  • Gostei muito dos Cinco Pilares da Memória!! Esppero breve, quando for aí, fazer esse trabalho com você!!! Bjs.

  • Excelente resgate da sabedoria multimilenar!
    Estamos em pleno séc. XXI com uma tecnologia eletrônica, mecânica, etc, na mais “alta” evolução, nas merecemos nota zero em tecnologia humana para a arte de viver e amar.

  • Desejo fazer o curso no 1º horário; vai ser muito bom assistir suas palestras outra vez.
    EMILIANA

  • William Fonseca:

    Olá Pedro,

    O seu artigo é muito bom. Parabéns.
    Tenho lido e pesquisado sobre o assunto há vários anos.
    Como praticante de Yoga, esses pilares que você menciona fazem parte do caminho óctuplo da autorealização. Por exemplo: respiração : pranayamas (controle da energia vital) é o quarto passo e é uma importante preparação para a meditação.

    Paz e Luz

    William Fonseca
    TCA – Terapia de Cura da Alma

    .

  • Luiza Marques Braga de Assumpção:

    Gostaria de conhecer melhor, para participar da palestra do dia 26 é preciso reservar?
    Seriam 2 pessoas para o horário das 20h00.
    Por favor retorne confirmando minha presença.
    Abs,
    Luiza de Assumpção

  • Maria Lucia Dias:

    Muito boa esta postagem. Pedro, ainda vou fazer meditação…

  • admin:

    Olá Luiza, a palestra é aberta e sem necessidade de inscrição.
    Um grande abraço e até lá,
    Helena Fischer,
    Assistente do Pedro Tornaghi

  • Oi Pedro, obrigado, você explicou bem o que se passa com a memória e lobo frontal dos sobreviventes de traumas, pois para combater o estresse, o corpo libera muito cortisol. Abraços.

  • iracilda:

    Li sobre arte milenar da memoria, hoje estou nesse estado, processo degenerativo, só que o que mais atormenta no momento é que além de tudo isso, me aparecem seres que querem me dizerem alguma coisa. Parecendo visões ou coisa assim. E isso me leva à beira da loucura.

  • Gostaria de fazer uma reserva para o curso à tarde. Obrigada.

    Olá Sandra, conforme conversamos por e-mail, sua vaga está reservada.
    Um grande abraço e até lá,
    Pedro

  • Cristiani Cunha:

    Olá, gostaria de saber se ainda tem vaga para o curso.
    Achei interessantíssimo, mas, só fiquei sabendo neste instante.
    Aguardo a resposta.
    Grata.
    Cristiani.

  • Cristiani Cunha:

    Ainda há vagas para o curso?
    Achei interessantíssimo, mas, só tomei conhecimento agora.
    Aguardo a resposta.
    Grata.
    Cristiani.

  • Cristiani Cunha:

    Há vaga ainda?
    Cristiani Cunha.

    Olá Cristiani,
    Respondemos a você por e-mail, ainda há vaga.
    Abraço fraterno

  • Roberto Gagliotti:

    Gostaria de participar do curso à tarde ou à noite.

    Bom dia Roberto,
    Podemos reservar sua vaga em uma das duas turmas, em qual você prefere?
    Um abraço,
    Pedro

  • Sandra Rodrigues:

    É presencial?

    Bom dia Sandra,
    Sim, o curso é presencial, ele começará dia sete de abril e acontecerá às segundas-feiras em uma academia em Copacabana. Nesse link você encontra os detalhes sobre ele: http://pedrotornaghi.com.br/blogger/?page_id=82
    Um abraço fraterno,
    Pedro

  • Sou autodidata em meditação, busquei um curso pela NET há um ano. Foi tudo em minha vida. Agora quero aprender mais e mais.

    Olá Helena,
    Fico feliz pela sua boa experiência com a meditação. Se você morar no Rio apareça na aula inaugural do curso “Memória e Rejuvenescimento Celular Através da Meditação”. Você encontra os detalhes no link: http://pedrotornaghi.com.br/blogger/?page_id=82
    Tomo a liberdade de compartilhar com você mais dois artigos que abordam as meditações ligadas à memória por outros ângulos:
    “As Meditações da Pineal”: http://pedrotornaghi.com.br/blogger/?page_id=1135
    “O Paraíso Esquecido”: http://pedrotornaghi.com.br/blogger/?page_id=1177
    Um abraço fraterno,
    Pedro

  • Gostaria de saber se esse curso pode ser disponibilizado através de apostilhas, pelo correio, ou via online.
    Grato,
    Antônio Luiz

    Olá Antônio Luiz,
    Infelizmente o curso é presencial. Se você quiser, podemos avisá-lo com antecedência se ele acontecer mais perto de sua cidade se você no contar onde.
    Um abraço fraterno,
    Pedro Tornaghi

  • Juliana:

    O curso só tem presencial? E quem não mora no Rio, como pode fazê-lo?

  • Juliana:

    Quem não mora no Rio? Gostaria de fazer o curso, mas moro em Brasília.

    Olá Juliana,
    Infelizmente o curso é presencial. Quando formos a Brasília avisaremos a você com antecedência pelo e-mail que você nos forneceu.
    Um abraço fraterno,
    Pedro

  • yewa lintz:

    namastê namastê namastê!!!!!!!!!!! excelente artigo! muito util e esclarecedor!!!!!!!!!!

  • Ana Maria Nóbrega:

    Achei muito interessante !

  • maria lucia de aguiar gomiero:

    Gostaria de saber o endereço certo por favor, pois moro em Praia Grande. Muito obrigado

    Olá Maria Lucia,
    O curso acontece na Academia Ananda, Av Nossa Senhora de Copacabana 769 / 102, Rio de Janeiro, RJ. Você encontra os detalhes nesse link: http://pedrotornaghi.com.br/blogger/?page_id=82
    Um abraço fraterno,
    Pedro

  • Marco Menezes:

    Muito bom!!! Maravilhoso artigo que esclareceu uma situação que ocorre com uma pessoa que conheço! Obrigado!!!

  • ARCENIO FRANCISCO DA SOLEDADE:

    GOSTARIA DE RECEBER O APRENDIZADO DE MEMORIZAÇÃO E REJUVENESCIMENTO DA MENTE, E O EXERCÍCIO PARA PROTEGER OS NEURÔNIOS….

  • Anne Dantas:

    Grattidão :)

  • Anne Dantas:

    GRATIDÃO !

  • Gostaria de saber mais sobre o assunto!

  • HILDA KUPPER RODRIGUES:

    Boa noite !!! Me interessei muito em fazer o curso, pode ser através do youtube, à distância, pois moro longe.
    Gostaria de receber informações sobre o curso ,
    gostaria de saber mais.
    Boa semana !!

    Olá Hilda, estamos nos organizando para uma versão online no próximo ano. Avisaremos a você quando estiver no ar.
    Abraço fraterno,
    Pedro

  • Obrigado!
    Excelente e grande oportunidade de crescimento!

  • Gilvan Felipe Loures:

    Muito bom …é de grande valia e aprendizado .

  • Viviane:

    Perdi o início desse só vi hoje e preciso me organizar financeiramente pra fazer, mas quero muito. Me avisa do início da próxima turma por favor? Abs

  • carlos eduardo feijó alves:

    gostaria de maiores informações sobre o curso,tenho interesse no curso on line,
    aguardo
    muito obrigado
    abraços!

  • Elizabeth:

    Bom dia
    O curso on line fica disponível por algum tempo?
    Nas quartas eu chego em casa muito tarde!

    Olá Elizabeth,
    As aulas poderão ser assistidas em seu horário de conveniência, e re-assistidas sempre que necessário.
    Abraço amigo.

  • maria de lourdes gomes coelho:

    Parabens Pedro…gosto muito de suas publicações

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>